quinta-feira, 26 de julho de 2018

ANAF Valente

Salmo Valentim da Silva futuro Presidente da ANAF
Faz tempo que não escrevo por aqui. Os momentos estão
cada vez mais escaços e não estamos conseguindo conciliar as tarefas diárias, nem muito menos as nossas obrigações, principalmente com os nossos leitores. Mas um assunto não podia deixar passar em branco. E nunca é tarde para retornar a escrever, dar minhas opiniões quando o quesito é relacionado a arbitragem. Então vamos lá:

Estou muito feliz com a possibilidade dessa  candidatura se concretizar. Estou falando de Salmo Valentim da Silva,
pernambucano ou nordestino como gosta de ser lembrado, sindicalista por natureza, pai e filho exemplar, empresário de sucesso, eis o perfil do próximo presidente da associação nacional dos árbitros de futebol.

O atual tesoureiro da entidade encabeça a chapa que tem por objetivo o resgate técnico de luta sindical, unir uma categoria heterogênea e acima de tudo profissionalizar de vez a figura do árbitro de futebol.

Quem conhece e acompanha a trajetória de Salmo, sabe que são metas ambiciosas, mas plausíveis a sua capacidade administrativa, intelectual e de liderança.

Presidiu um dos sindicatos mais atuantes da categoria, o de Pernambuco, assim como a comissão de árbitros do estado, fazendo inclusive sucessor em ambas as cadeiras, tamanha credibilidade que conquista em suas administrações.

Salmo e Marco Martins 
Muito querido por seus pares, fiel escudeiro de Marco Martins atual presidente, recebe a pasta da Anaf com a casa em ordem no âmbito financeiro, mas com um desafio enorme de aglutinar
a categoria na busca de conquistas efetivas, como patrocínios, direito de arena, taxas e autonomia dos sindicatos como representantes legais perante as federações.

Chapa única na eleição do próximo dia 30, trás contigo nomes com grande credibilidade no meio (lista completa abaixo), assim Salmo pretende mudar o conceito da administração atual, ficando totalmente independente para dialogar com toda categoria, numa linguagem única, objetiva e mais próxima aos anseios coletivos.

Desejo a esta categoria tudo de melhor e ao amigo Salmo Valentim uma gestão inovadora e concreta, que fique marcada na história da arbitragem nacional pelas conquistas e continuidade dos objetivos já alcançados.
Estarei torcendo, e lado a lado com esta gestão, para o que for preciso, concretizando assim o meu compromisso com a nossa querida ANAF.
Entre as suas principais ações, estão: 
* Diálogo permanente com a CBF e todos os setores que a compõem com o objetivo de melhorar a qualidade da arbitragem brasileira 
* Melhoria contínua nas taxas de arbitragem
* Realização de pelo menos 1 workshop internacional para debater a arbitragem. Evento exclusivo  para árbitros e auxiliares 
* Flexibilidade nos voos  
* Criação de um fundo de lesão 
* Plano de saúde
* Transportes em todos os estados a custo zero
* Parcerias com hotéis em cadeia nacional e internacional 
* Ativação da escola de árbitros da ANAF que passa a formar novos profissionais 
* Acompanhamento semanal dos jogos com a criação de um gabinete de crise para ajudar o associado quando necessário
* Fortalecimento do departamento jurídico 
* Criação de um departamento de marketing 
* Reformulação dos congressos e assembleias de trabalho que passam ser anuais vinculados em um único evento
* Reuniões semestrais de diretoria 
* Criação de uma cota única de recolhimento do associado
* Parcerias com as federações locais para que o associado tenha acesso gratuito aos estádios 
* Criação de um departamento de comunicação e assessoria de imprensa 
* Adequação e reformulação do Campeonato Brasileiro dos Árbitros 
* Acompanhamento dos campeonatos estaduais 
* Parceria com as comissões estaduais de arbitragem 
* Prêmio para o melhor trio de arbitragem do ano eleito por analistas convidados
* Criação de um portal da transparência para que todos possam ter acesso as ações da diretoria
Diretoria
Presidente: Salmo Valentim da Silva
Vice-presidente Região Sul: Hélio Prado
Vice-presidente Região Sudeste: Hilton Moutinho
Vice-presidente Região Centro-Oeste: Fábio Rodrigo Rubinho
Vice-Presidente Região Norte: Dewson Fernando da Silva Freitas
Vice-presidente Região Nordeste: Eveliny P. de Almeida Silva
Secretário Geral: Arthur Alves Junior
Diretor Tesoureiro: Arilson Bispo da Anunciação
Conselho Fiscal Efetivo
Ronaldo André Bento
João Thiago Carvalho Reis
João Lupato
Conselho Fiscal Suplente
João Henrique Queiroz Silva
Ivaney Alves de Lima
Charles dos Santos Brasil
Assessorias
Assessora da Presidência: Érica Gonçalves Krauss
Administrativo e Patrimônio: João Gomes Jácome
Assuntos Internacionais: Rodrigo Martins Cintra
Assuntos Institucionais: Gleydson Ferreira Leite
Relações Sindicais: João Batista Lucas Correia
Presidente do Conselho de Ética: Carlos Augusto de Almeida Lima
Diretor de Ensino: Raimundo Nonato Lopo de Abreu
Diretor Jurídico: Wagner Rosa

Departamento Feminino: Neuza Inez Bach
Boa sorte ao Salmo e sua Diretoria.


APOIO:

Colaboraram com a matéria, Luciano Benevides, Sites Voz do apito e Apitonacional



sexta-feira, 2 de março de 2018

Vai começar o futebol amador de Alagoas na temporada 2018 com grandes novidades

FOTO: PAULO LIRA 
Começa neste sábado mais uma edição do Campeonato Alagoano de Futebol Amador categoria Sub-20 de Alagoas. Durante quase dois meses as 15 equipes inscritas nesta temporada de 2018 brigarão por as tão sonhadas vagas na Copa São Paulo de Juniores. O campeão e o vice terão direito de representar o futebol amador do Estado na maior vitrine desta modalidade.
Para este ano a Federação Alagoana de Futebol, através do seu Presidente, Felipe Feijó, do Vice Presidente de Futebol Amador, Daniel Paes e da sua diretoria de competições, que tem a frente o competente Luciano Sampaio, elaboraram uma competição bastante enxuta e organizada, sem contar o apoio incondicional aos clubes que continuam isentos de pagamento das taxas de arbitragem.
Segundo informações vindas da FAF, Feijó esta perto de fechar um patrocinador  master para a competição, o que beneficiaria ainda mais a estrutura já existente, falo do apoio aos árbitros, a distribuição de bolas para as partidas  e também um incentivo maior  para os representantes legais da Federação (Delegados das partidas) que contribuem de forma efetiva para o bom desempenho dos jogos e da competição de uma forma geral.
Uma grande novidade pretende dirimir os problemas com identificação de atletas, as partidas e as inscrições serão monitoradas e acompanhadas peplo BID (Boletim Informativo Diário) da CBF.  Chegando assim a quase zero a possibilidade de algum clube colocar jogadores de forma irregular nas partidas. Um grande avanço.
Estaremos acompanhando toda a competição, divulgando os jogos, resultados e tudo que estiver acontecendo. 
Acompanhem no link abaixo o que irá acontecer nesta competição:
Clique aqui para conferir a tabela completa da primeira fase. 
E para ter acesso ao Regulamento Sub- 20 clique aqui


FOTO: PAULO LIRA
PRIMEIRA RODADA SUB- 20 
GRUPO A 
SÁB - 03/03 - 15:00
SETE DE SETEMBRO X CORURIPE, No João Batista, em Maceió 
FF PORTO CALVENSE X JACYOBÁ, No Nivaldão, em Porto Calvo 
MURICI X AGRIMAQ, No José Gomes da Costa, em Murici 
DOM - 04/03 - 09:30
ASA X SANTA RITA, No Coaracy da Mata Fonseca, em Arapiraca
GRUPO B
SÁB - 03/03 - 15:00
CEO X CSE - No Estádio Edson Matias, em Olho D' das Flores
PONTE PRETA X SÃO DOMINGOS - No Estádio Afonsão, em Traipu 
DOM - 04/03 - 14:15
CRB X CSA - No Estádio Rei Pelé, em Maceió

A competição ainda contará com ambulância e segurança em todos os jogos, critérios estabelecidos pelo regulamento do campeonato.
FOTO: PAULO LIRA

FOTO: PAULO LIRA

APOIO:
Resultado de imagem para FAF


sábado, 25 de novembro de 2017

Noite de abertura da 45º Assembléia Geral da ANAF em Cuiabá foi um sucesso


Com a presença de 22 unidades da federação, sendo 21 entidades sindicais representadas, o 45º Congresso das Entidades e dos Árbitros de Futebol está sendo realizado em Cuiabá, MT, organizado pela Associação Nacional dos Árbitros de Futebol – ANAF, e Sindicato dos Árbitros do Estado de Mato Grosso (Sindamat).
As entidades estaduais e instituições parceiras reconheceram o esforço da ANAF e Sindamat, que uniram-se na realização um evento desta dimensão, que envolve todas as regiões do país, tem altos custos e oferece a oportunidade de relevantes debates para a arbitragem nacional.
O evento foi aberto na noite de sexta-feira, na sede do Grande Oriente do Estado do Mato Grosso, que recebeu autoridades e convidados para a belíssima solenidade, seguida de jantar confraternização.
A mesa de autoridades foi composta pelo Presidente da ANAF Marco Martins, Lincoln Taques presidente do Sindicato dos Árbitros do Mato Grosso, presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (PSB), Representante da CBF Cláudio Vinicios Cerdeira, Presidente comissão de arbitragem MT coronel Altair Magalhães.
Na solenidade, o presidente Lincoln Ribeiro Taques, ex-assistente do quadro nacional (CBF) e da Comissão Estadual de Arbitragem,  agradeceu a presença das autoridades, árbitros do quadro estadual e visitantes, além de ressaltar o apoio da ANAF e instituições parceiras na realização do evento.
O presidente da ANAF manifestou a alegria da entidade realizar mais uma assembleia nacional, reunindo praticamente todos os estados e o Distrito Federal. “Um evento como este é muito difícil de ser realizado, com muitos custos e organização. Mas estamos aqui para mais uma assembleia que certamente será valiosa para a arbitragem nacional”, disse Martins.
Algumas homenagem marcaram a solenidade de abertura, entre elas a do dirigente da arbitragem gaúcha, Carlos Castro, que foi personagem de um vídeo com depoimentos e a narrativa de sua trajetória, iniciativa de Pedro Paulo de Jesus, do site Voz do Apito. A presença da imprensa especializa na arbitragem, alias, é marcante no evento, com a participação de Marcelo Marçal, do site Apito Nacional, Paulo Lira, do Notícia na Mira, e de Alberto Helder, de Portugal.
Os trabalhos prosseguiram neste sábado, no salão de eventos do hotel D’Luca, com a planearia dos presidentes e representantes de entidades sindicais. Estão sendo oferecidas palestras, entre elas a de Cláudio Vinícios Cerdeira, da Comissão de Arbitragem da CBF.
APOIO:


quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Alagoas será sede da etapa NE do Campeonato Brasileiro dos Árbitros de Futebol

A cidade de Maceió em Alagoas será a sede de mais uma etapa do Campeonato Brasileiro de Árbitros de Futebol promovido pela ANAF.  A etapa Nordeste acontecerá neste próximo final de semana (2 e 3 de Setembro) e contará com os Estados da Bahia, Pernambuco, Sergipe e a anfitriã Alagoas. 
Durante dois dias as equipes se enfrentarão em três praças esportivas da capital alagoana contando com o histórico estádio Rei Pelé, também conhecido como "Trapichão", por está localizado no bairro do Trapiche da Barra., região sul da "cidade das águas".
A organização do evento estará a cargo do SINDAFAL, Sindicato de Árbitros de Futebol de Alagoas, e contará com o apoio da Federação Alagoana de Futebol e a Secretaria de Estado de Esportes, Lazer e Juventude.
Será uma grande festa, e mais uma oportunidade de acompanharmos a integração dos nossos árbitros nordestinos.

APOIO:

sábado, 19 de agosto de 2017

'GIRL POWER': Mundial SUB-17 masculino vai contar com árbitras pela primeira vez

Anna-Marie Keighley, árbitra neozelandesa

Será uma estreia absoluta em competições masculinas de futebol mundial. O Campeonato do Mundo sub-17, que se realiza na Índia, vai contar com árbitras femininas.
Em comunicado publicado no site da FIFA, onde foram confirmados os juízes escolhidos para a competição, foi confirmado que foram escolhidas sete mulheres para assumir o papel de quarto árbitro.
Ri Hyang-ok (Coreia do Norte), Gladys Lengwe (Zâmbia), Carol Anne Chenard (Canadá), Claudia Umpiérrez (Uruguai), Anna-Marie Keighley (Nova Zelândia), Kateryna Monzul (Ucrânia) e Esther Staubli (Suíça) são as estreantes numa competição masculina.
O organismo que regula o futebol mundial refere que os resultados e as melhorias observadas em preparações conjuntas revelou que é altura das árbitras de elite estejam presentes em competições masculinas, em conjunto com os seus colegas masculinos.
"Achamos que é altura de que as árbitras de elite possam ser envolvidas nas competições masculinas da FIFA. Elas trabalharam em conjuntos com os árbitros masculinos no último ano e agora queremos vê-los a trabalhar em conjunto numa competição", afirmou o líder da arbitragem da FIFA, Massimo Busacca.
Foi também comunicado que os árbitros cumpriram atividades em conjunto em vários seminários, incluindo sessões téoricas em sala de aula e sessões práticas no campo. Os árbitros também discutiram e praticaram várias situações de jogo para ser consistente e uniformizado.
A competição vai contar também com árbitros portugueses, com Artur Soares Dias, Rui Tavares e Paulo Soares a serem escolhidos como um dos trios de arbitragem da confederação da UEFA.
O Campeonato do Mundo sub-17 vai decorrer na Índia, mais concretamente nas cidades de Goa, Guwahati, Kochi, Kolkata, Navi Mumbai e Nova Deli e decorrer entre 6 e 28 de outubro. A final da competição vai decorrer no estádio Vivekananda Yuba Bharati Kriragan, em Kolkata, no dia 28 de outubro.
NM com Sapodesporto
APOIO:

terça-feira, 8 de agosto de 2017

CBF confirma desistência do Sport no NE, Santa na fase de grupos e Náutico na preliminar

Foto: Aldo Carneiro
Agora é oficial. A desistência solicitada pelo Sport em relação à Copa do Nordeste de 2018, em 3 de julho, foi confirmada pela CBF após um mês de dúvidas à respeito da formatação da competição. A entidade recebeu o pedido protocolado pela FPF e, sem maiores detalhes, excluiu o rubro-negro da próxima edição do regional – para as seguintes, o clube deverá pedir novos protocolos. A decisão ainda mal explicada pela direção de futebol do rubro-negro tem consequências imediatas (e positivas) para os rivais do Recife.
Inicialmente, o Santa Cruz teria que disputar uma fase preliminar, contra a Itabaiana, para chegar à fase de grupos, que agora volta a ter 16 participantes, após a reformulação da Lampions. Como Pernambuco tem direito a duas vagas diretas nesta etapa, para o campeão e o vice-campeão do Estadual, o tricolor herdou a classificação do Sport – o Salgueiro, vice, já estava garantido no regional. Ou seja, se os corais saíram da fase preliminar, logo outro clube local teria que herdar esta vaga. Pela classificação final do Estadual 2017, a vaga é do Náutico, também confirmado pela CBF.
Quando o presidente leonino, Arnaldo Barros, comunicou a desistência, a coletiva também contou com a presença de Ivan Brondi, o mandatário alvirrubro. Ocorre que havia um impasse nos Aflitos sobre a saída. O conselho deliberativo não aprovou. Muito menos o novo presidente eleito, Edno Melo.
Desta forma, aconteceu o segundo dos quatro cenários imaginados pelo blog. E o Sport, que tentou articular um torneio paralelo, acabou ficando isolado…
Em relação às cotas da Lampions League, o Santa receberá R$ 1 milhão pela participação na fase de grupos. O alvirrubro ganhará R$ 750 mil caso avance na fase preliminar. Se cair já na primeira fase, receberá um cota de R$ 250 mil. Já o Sport abriu mão de R$ 1 milhão, o valor pago aos quatro times do “subgrupo 1″, formado através do Ranking da CBF por Bahia, Vitória e Ceará.
Até agora, o Sport não justificou, em termos de disputa , a sua saída.
Obs. O leão também já havia desistido do Nordestão em 2003 e 2010.
Ofício da CBF sobre a Copa do Nordeste 2018. Crédito: CBF/site oficial (reprodução)
Blog do Torcedor com Cássio Zirpoli
APOIO:

sábado, 15 de julho de 2017

Respeitado por todos, Salmo Valentim se despede da Ceaf em cerimônia na FPF

Após exatos dois anos e nove meses à frente da Comissão Estadual de Arbitragem, Salmo Valentim se despede da CEAF-PE. De maneira tímida, mas bastante segura o ex-dirigente aceitou, em 2012, o desafio de assumir a vice-presidência da Comissão. O convite feito pelo presidente da Federação Pernambucana de Futebol (FPF), Evandro Carvalho, e do diretor de Competições, Murilo Falcão, não foi à toa. Com uma experiência de mais de 12 anos como árbitro central, Salmo inovou o quadro pernambucano e ganhou nitidamente força na arbitragem nacional.
Durante o período em que esteve à frente da Comissão, o ex-presidente realizou uma reformulação na qualidade do quadro e na performance dos árbitros dentro de campo. Foi implementada uma política de resultados, onde o erro banal não era tolerado pelos membros da CEAF.
“Impedimentos com dois metros de distância do penúltimo defensor, nesse caso o assistente era automaticamente afastado. Da mesma forma, fazíamos com o árbitro: pênalti fora da área, expulsões indevidas, isso não era aceito. Tínhamos treinamentos quinzenais de campo, pré-temporadas com 90 dias de antecedência do campeonato e o principal a meritocracia, acabando definitivamente com a escala e indicação política”, revelou.
Um dos maiores motivos de orgulho para o ex-presidente é ter feito com que os árbitros entendessem que era preciso de uma nova consciência profissional dentro e fora de campo. “Alcançamos, dessa forma, um índice de percentual de gordura entre 14% e 17% e a aprovação nos testes físicos locais e da CBF com média 8 em todas as provas de regra”.
Quando perguntado sobre qual foi o maior legado que deixou para a arbitragem pernambucana, Salmo falou com orgulho dos árbitros que foram destaques durante o seu trabalho na comissão.
“A renovação do quadro, onde temos José Washington como o mais qualificado e promissor do Brasil. Deborah Cecília no quadro da FIFA e atuando em clássicos, após mais de 20 anos em que a última mulher atuou como árbitra central, Cleberson Nascimento sendo indicado para o curso internacional da Conmebol e Clóvis Amaral pronto para assumir a vaga da FIFA, esperando somente a indicação por parte da CBF, além do Tiago Nascimento como uma grande promessa e Luiz Sobral, Fabrício Leite e Marlon Rafael”, destacou.
Salmo também lembrou dos novos árbitros que se formaram no último curso realizado pela Escola de Arbitragem Argemiro Félix de Sena (Sherlock). “Os alunos que se formaram e já atuaram em todas as competições de base da Federação, sendo elas sub-15, 17, sub-20, Campeonato Feminino, Copa do Interior e que já estão prontos para atuarem na Série A2, com destaques para Jonh Andson, Roberta Asfora, Humberto Martins, Rodrigo Pereira, Alexandre Lima, e Michelangelo Almeida”.
Para o ex-dirigente, o maior reconhecimento do seu trabalho foi ter tido a permissão de indicar o seu sucessor, no caso o ex-árbitro Emerson Sobral. “Poder sair indicando o meu sucessor e sabendo que ele irá dar continuidade ao que comecei, sem dúvida, é o maior reconhecimento do trabalho que realizei na arbitragem estadual”, finalizou.
APOIO: